MORADORAS DAS OCUPAÇÕES ROSA LEÃO E DANDARA, DE BH, RECEBEM DIPLOMAS DE COSTUREIRAS



Solenidade de formatura será nesta sexta, dia 6, no Centro Mineiro de Referência em Resíduos – CMRR. Curso já rende frutos e mulheres se transformam em microeempreendedoras, costurando roupas de camas para hospitais da capital.

O presidente da Utramig, Lindomar Gomes, e a diretora de Qualificação e Extensão, Vera Victer, convidam para a solenidade de formatura do curso de qualificação em costura reta e overloque Pronatec/FIC/Mulheres Mil. As alunas do Programa são mulheres em situação de vulnerabilidade, moradoras das Ocupações Rosa Leão e Dandara, ambas de BH e, em sua maioria, beneficiárias do Programa Bolsa Família.

Durante a cerimônia, que será realizada nesta sexta-feira, dia 6, às 10h, no Centro Mineiro de Referência de Resíduos – CMRR (Avenida Belém 40, Bairro Pompéia, em Belo Horizonte), as formandas vão participar de um desfile com roupas criadas e confeccionadas por elas próprias no decorrer do curso.

Com foco no empreendedorismo para este público específico, os cursos do Programa Mulheres Mil são uma iniciativa inédita do Governo de Minas Gerais e estão sendo realizados em vários Territórios do Estado. São divididos em três módulos: Básico (Português, Matemática e Informática); Específico (saberes práticos da profissão em ensino) e Educacional Central (direito e saúde da mulher, empreendedorismo e economia solidária).

Ancoradas nas aulas de empreendedorismo, que integram o programa do curso, as alunas já estão em pleno exercício de suas mais novas funções: abriram um pequeno ateliê na garagem da casa de uma delas e estão costurando lençois e fronhas para o Hospital da Baleia.

“O Mulheres Mil vem de encontro ao programa do Governo Fernando Pimentel de proporcionar oportunidades àqueles que historicamente foram esquecidos. O Programa Mulheres Mil atende, por meio de uma metodologia específica, mulheres em situação de vulnerabilidade e responde por uma formação educacional e cidadã de mulheres chefes de famílias, beneficiárias do Bolsa Família e vítimas de violência, transformando-as em protagonistas de sua própria história”, destaca Lindomar Gomes.

“A relevância dos cursos é que, além de suprirem lacunas básicas de Português e Matemática, abordam conhecimentos específicos necessários às mulheres para que sejam inseridas no mercado de trabalho e possam sair da vulnerabilidade”, ressalta a diretora de Qualificação e Extensão da Utramig, Vera Victer.

Utramig

 Subordinada à Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese) de Minas Gerais, a Utramig acaba de completar 51 anos formando técnicos em seus cursos profissionalizantes. A Fundação de Educação para o Trabalho executa também cursos de qualificação de curta duração, que preparam para as demandas do mercado.

 

A Fundação de Educação para o Trabalho de Minas Gerais (Utramig) cuida da execução do programa Mulheres Mil, criado com metodologia específica para promover a formação educacional, profissional e cidadã de mulheres em situação de vulnerabilidade.

 

Mais informações:

Tetê Rios – Ascom/Utramig – (31) 3263-7576/99164-6660

tete.rios@utramig.mg.gov.br