Cursos Ofertados

IMG_2645

Outra modalidade ofertada é o PRONATEC/FIC/Jovem FIC cujo público principal são jovens de escola pública. A UTRAMIG oferta cursos de tecnologia para esse público, uma vez que o mercado de trabalho desse setor é crescente no país. Para essa modalidade, aos moldes do Mulheres Mil, a Diretoria de Qualificação e Extensão formulou o Módulo Educacional Central 2, cujo conteúdo de 40 horas abrange temas relacionados à juventude, construído a partir da experiência do Observatório da Juventude da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. Os temas são: Culturas Juvenis; Juventudes e Tecnologia; Juventudes e Projetos de futuro; Juventudes e Escola; Juventudes e relações de gênero; Juventudes e diversidade étnica e racial; Juventudes, participação política e cidadania; Juventudes e relação com o trabalho; Juventudes, drogas e redução de danos.

A Diretoria de Qualificação e Extensão, em parceria com a Secretaria Estadual de Cultura e com o Observatório da Juventude da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG oferta ainda cursos na modalidade PRONATEC/FIC/Cultura cujo foco principal é valorizar a cultura dos territórios e permitir que os alunos identifiquem o que é cultura ou mesmo que artisitas iniciantes possam dar andamento a seus projetos ou ainda, produtores possam aprender a captar recurso e viabilizar eventos.

Por fim, a DQE oferta cursos para o sistema prisional, seja pela modalidade Mulheres Mil ou pela modalidade PRONATEC/FIC/Prisional, atendendo dentro de penitenciárias ou ao público do semi-aberto, numa parceria com o Projeto reINTEGRA, da Secretaria de Estado de Sistema Prisional e da Secretaria Estadual de Direitos Humanos.

Relação de Cursos Ofertados por Município aqui

 

Desde 2014, a Diretoria de Qualificação e Extensão (DQE) oferta cursos presenciais de formação inicial e continuada (FIC) do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), criado em 2011 pelo governo federal.

Tais cursos promovem uma formação sem aumento do nível de escolaridade e possuem carga horária mínima correspondente a 160 horas e duração total aproximada de 3 a 6 meses (artigo 5º, §1º e §2º da Lei Federal nº 11.513/2011). Com duração variável, conferem certificado de participação e muitas vezes podem ser realizados sem exigência do grau de escolaridade, tendo por objetivo qualificar os profissionais para o mercado de trabalho.

Para alguns tipos de público, foi criada uma subcategoria da modalidade de cursos PRONATEC/FIC, como é o caso do Mulheres Mil, que a Diretoria de Qualificação e Extensão começou a ofertar a partir de 2016. Nessa modalidade, o Pronatec é estruturado em três eixos – educação, cidadania e desenvolvimento sustentável – e busca possibilitar o acesso, com exclusividade, de mulheres historicamente em situação de extrema pobreza e vulnerabilidade à educação profissional e tecnológica.

A oferta dos cursos de qualificação abrange grupos de mulheres pertencentes a um mesmo território, com histórias de vida e identidades comuns, uma vez que a perspectiva territorial presume a integração de espaços, atores sociais, mercados e políticas públicas. Os cursos de qualificação podem se constituir num estímulo para o retorno ao sistema educacional de mulheres que necessitam de qualificação profissional o que elevaria suas chances ou melhoraria sua condição de inserção no mundo do trabalho.

A Secretária de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social, Rosilene Rocha participa da formatura Pronatec/FIC Mulheres Mil. Data: 08-08-17 Local: Auditório da OAB  Foto: Omar Freire/Imprensa MG
Formatura Pronatec/FIC Mulheres Mil.
Local: Auditório da OAB
Foto: Omar Freire/Imprensa MG